domingo, 6 de outubro de 2013

Coelho Guisado com Vagens da Leonor

Passei os primeiros dias das minhas férias de Verão, em Chaves, com a minha Mãe.
Quando era mais nova, e ainda tinha forças, a minha Mãe cozinhava como ninguém! São os sabores dos seus cozinhados que eu persigo, sem sucesso... 



Eu cozinho razoavelmente e, das minhas irmãs, só a MC se destaca. As outras são, como eu, apenas razoáveis. Mas existe uma pessoa que apanhou a "mão" da minha Mãe - a Leonor! A Leonor foi trabalhar para nossa casa com 18 anos, faminta, mal tratada e analfabeta. Nunca conseguiu aprender a ler, mas encontrou em nossa casa o lar que nunca tinha tido. Aprendeu a cozinhar com a minha mãe, e sob a sua orientação. Trata de plantas como ninguém, fala com elas, acarinha-as, e elas agradecem-lhe crescendo lindas e floridas! 





Hoje, a Leonor tem 77 anos e continua a cuidar da minha mãe, a cozinhar e a fazer as nossas delícias! Nada lhe dá mais satisfação do que os nossos elogios depois de uma refeição... Prometi-lhe que publicaria alguns dos seus preparados e ela, com o seu espírito simples, aperaltou-se para que a fotografasse  também. 



Como o prometido é devido, vou contar-vos como ela faz o seu maravilhoso "Coelho com Vagens"

Ingredientes

1 Coelho grande
1 kg de vagens (feijão verde)
3 cebolas 
3 dentes de alho
3 tomates maduros
1 copo de vinho branco
Noz-moscada
Azeite
Sal
Pimenta 

Preparação



Lavar o feijão verde, retirar os fios, partir ao meio, longitudinalmente, e reservar.
Partir o coelho em pedaços, lavar e temperar com sal, pimenta e os dentes de alho picados. Cobrir com o vinho branco e deixar marinar por 1 hora.
Num tacho, deitar as cebolas picadas, um bom fundo de azeite e deixar refogar. Juntar o coelho, sem a marinada, acrescentar um pouco de noz-moscada e deixar dourar. Acrescentar os tomates pelados e cortados em pedacinhos pequenos e refogar mais um pouco até os tomates estarem meio desfeitos; juntar a marinada. Quando o liquido da marinada tiver evaporado, acrescentar água e deixar ferver. Juntar o feijão verde e deixar cozinhar até que o coelho e as vagens estejam cozidos. Acompanhar com batatas cozidas e salada de alface e tomate. Uma delícia!!!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

29 comentários:

  1. Sabes Lina, tinha uma educadora de infância que se chamava Leonor. Sempre adorei o nome! Tenho uma filhota como sabes, mas se um dia voltasse a ter mais alguma, seria o nome que lhe daria!! :)
    Adorei o sentimento que puseste neste post e a partilha que fizeste! E deixa que te diga que a Leonor sabe o que faz com as plantas! Há que falar com elas como se fossem pessoas! Eu tb o fazia!!
    E podes dizer à Leonor, que o coelho dela é simplesmente delicioso! Adoro esta carne da maneira que seja e só pela receita, esta é simplesmente perfeita!
    Beijinhos e bom domingo!
    Mena.

    ResponderEliminar
  2. Es muy bonito tener una persona al lado a lo largo de tantos años y que siga ahi a pesar de la edad. Muy rico ese plato de conejo guisado, tiene una pinta estupenda, como los guisos que se hacen siempre con todo el cariño.
    Un besazo, feliz finde, preciosa!

    ResponderEliminar
  3. Foi uma linda homenagem á Leonor.
    Apesar de não comer coelho gostei muito do aspecto.
    bjs

    ResponderEliminar
  4. Olá Lina: que bonita homenagem! As plantas estão mesmo lindas e o coelho também tem um aspeto super-apetitoso. Deve ser uma delícia.
    Quanto à tua "razoável" aptidão para a cozinha ( e que grande exagero aí vai!!!) não estás sozinha. Por mais que tente ,nunca vou conseguir reproduzir o sabor dos cozinhados da minha mãe. Estamos juntas,amiga.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  5. Gostei tanto como falas dessa Sr. que tem um ar tão sereno e ternurento!!!
    Por isso é que os cozinhados sai-em sempre com um gosto especial...feitos por essa linda Senhora!
    O prato tem muito bom aspecto...parabéns á D. Leonor!

    Beijinhos;

    ResponderEliminar
  6. Linda esta publicação, minha querida...
    Fantásticas fotos...
    Lindo e sereno o sorriso da bela Leonor... um sorriso que encerra carinho, ternura, amor às pessoas que sempre a trataram bem !
    A sabedoria da Leonor é um tesouro de inestimável valor... aprendeu com a tua Mãe os mais recônditos segredos dos bons e deliciosos cozinhados !
    Assim... como este prato fabuloso que nos trazes ! Esse coelho tem um aspecto fantástico, aspecto de comidinha caseira, comidinha da "Mãe" Leonor !

    Um grande beijinho para Ti e, quando falares com a Leonor, dá-lhe um beijinho grande por mim !;)

    ResponderEliminar
  7. Que bom termos pessoas assim na nossa vida, pessoas especiais que nos inspiram e nos enchem o coração. O pratinho está uma delícia, bem ao meu gosto :) beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Que giro, tenho uma tia que se chama Leonor e até tem parecenças a tua Leonor :-)
    Esse coelho deve ser uma delícia, ainda hoje ao almoço fiz coelho mas no forno

    Beijokas

    ResponderEliminar
  9. Adorei o teu texto :)
    A Leonor tem um ar sereno e umas mãos abençoadas.
    Gosto de coelho (hoje foi o nosso almoço) e esse está com um aspeto delicioso.
    Dá um beijinho à Leonor e diz-lhe que ponha mais um pratinho na mesa que estou a chegar :)
    Bjns
    Isabel

    ResponderEliminar
  10. Que aspecto delicioso!!!
    Estas receitas vindas de pessoal sábio são as melhores :)
    beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Por acaso mesmo quando comia carne nunca apreciei coelho, mas o post está muito giro e adorei a foto da Leonor e das plantinhas que ela tão bem cuida, que querida :)
    Bj S

    ResponderEliminar
  12. Nunca experimentei carne de coelho, quero um dia ter a oportunidade ...


    abraço
    Daniel
    www.feitonahora.com

    ResponderEliminar
  13. A Leonor têm no rosto, as marcas da sabedoria.
    Ótimo o Guisado, apesar de eu não gostar de coelho, acho que também ia ficar bem com borrego, que adoro.
    Beijinhos para todos e uma ótima semana

    ResponderEliminar
  14. Que post mais lindo e que bela homenagem à tua mãe e à Leonor!!
    Quanto ao coelho, ficou divino e mesmo apetitoso e com as vagens, como a minha avó também chamava ao feijão verde...
    Beijinhos grandes,
    Lia.

    ResponderEliminar
  15. Olá amiga!
    Que retrato de vida tão lindo e que sublime a tua descrição! A tua Leonor recebeu e soube retribuir, o´que também é um dom.
    E o coelho com vagens da Leonor tem sabor de sabedoria e de partilha.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  16. Que aspeto delicioso!
    http://colherdepauesaltoalto.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  17. Eu adorei a Leonor!!! É linda e cheia de sabedoria! Comparado com o que a Leonor sabe, saber ler não presta para nada, acredita ;)
    Beijinhos e adorei também as plantas! A Leonor bem que podia vir tratar das minhas que estão uma lástima :(
    Madalena

    ResponderEliminar
  18. É uma carne que eu aprecio e, normalmente, a cabeça é sempre para mim :) A Leonor é uma mulher completa, é assim mesmo!

    ResponderEliminar
  19. Eu adorei a historia da Leonor, tem um ar tao simpatico e maternal. O coelho ficou fantastico.

    Beijinhos e bom fds

    ResponderEliminar
  20. Olá:)

    Parabéns à Dona Leonor! O coelho ficou com um aspecto tão delicioso que eu não resisto a provar:)
    Linda janela...

    Bom fim-de-semana!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Que fofa que é a Leonor, que sorriso tão espontâneo e sincero e que linda sua história!!
    O coelho ficou com um aspecto delicioso!!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  22. Um guisado é o melhor exemplo de uma comida de mãe ou da avó! Aposto que a D. Leonor faz como ninguém :)

    ResponderEliminar
  23. Que linda publicação!
    Há sempre alguém que nos marca na vida e na nossa forma de cozinhar.
    Adorei esta receita com coelho.
    beijinhos

    Paula
    www.partilhandosaboresereceitas.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  24. Infelizmente não sou grande cozinheira, nem chego ao razoável ... tenho pena ... Mas pelo que tenho visto por aqui não concordo nada quando dizes que também não és grande cozinheira ... ah! ... isso é só modestia :)

    Beijinhos ... para a D. Leonor também, o coelho tem óptimo aspecto!

    ResponderEliminar
  25. Que linda apresentação da Leonor, deste-lhe o destaque que ela merece.
    cheguei esta semana de chaves e lá comi o belo rancho e o bacalhau assado com batatas a murro e pimentos da Leonor que é
    de lamber os beços.
    Beijos

    ResponderEliminar
  26. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  27. Que lindo, Lina! E eu que não tinha visto!... Espero que tenhas mostrado isto à Leonor e à mãe, quando lá estiveste.
    Mas, quanto a não seres grande cozinheira, que modéstia! Que não encontres os sabores da mãe é natural, nunca iremos encontrar, por mais que cozinhemos. Ficaram em Maços e no nosso coração, são laços felizes com a nossa infância e juventude.
    Agora que tu és uma grande cozinheira, lá isso és, bolas! A MC também e a Lena, bem treinada, chega lá. Anda a fazer umas experiências maravilhosas, uma delas foi com coelho, vê tu!..
    Beijinho e parabéns pelo texto e pelas fotos!

    ResponderEliminar
  28. Acabo de conhecer seu blog e ja estou encantada! Linda homenagem a sua mae e d. Leonor,fiquei emocionada e lembrei muito de minha avo portuguesa.Parabens! Katia.

    ResponderEliminar